A flor, a mãe e o cordão

Sinhá,

Não poderia deixar a semana passar, sem lhe agradecer todas as inspirações que vieram para este dia das mães.
Agradeço não apenas o resultado dos arranjos, mas também os sinais, reflexões, indiretas e os novos rumos que levo na minha vida. Você sempre está presente comigo no atelier, no nosso “cantinho especial” (por mais bagunçado que ele tenha ficado neste final de semana).
Quanto aos arranjos,  o que posso dizer? Foram momentos em que mergulhei entre cores, texturas, sombras e me diverti. Criar um arranjo é algo que dificilmente eu consigo explicar para alguém. Envolve meus sentimentos, envolve milhões de pensamentos com várias flores em minhas mãos. É meu trabalho, meu novo trabalho, mas também é um momento em que mergulho em mim mesma. É uma entrega, que vai muito além de algo comercial.

Meu “queridinho” deste final de semana, foi o jardim para centro de mesa. A mesa de jantar, a casa que o recebeu, recebeu além das flores uma energia mais positiva sobre a vida. Recebeu também um momento de grito com o corte feito em meu dedo, recebeu o socorro da vó e da irmã, recebeu o choro, a calma, o amadurecimento, a segurança e então o novo olhar mais sereno sobre a vida e sobre mim mesma. Este arranjo foi tão delicado, tão encantador e tão forte.

Meus olhos ficaram mergulhados entre sombras, cores e  texturas, mas também me encontraram. Para este arranjo, pensei na estação que estamos: o outono.

Arranjos para centros de mesa
Arranjos para centros de mesa

Tivemos outros arranjos, tão queridos e amados, sendo cada um de seu modo. Tivemos o pequenino outonal laranja, tivemos as queridas suculentas, um batizado no meio do caminho (prometo escrever também sobre este, qual me exigiu um profundo mergulho) , bouquets coloridos.

Obrigada Sinhá, por estar tão presente nesta data tão significativa para mim. Me orientou, puxou minha orelha quando não te ouvi, me mostrou os caminhos, me acolheu. Tudo o que uma mãe faz, com uma mão tão leve. A ligação entre uma mãe e um filho é algo que ultrapassa qualquer esfera, qualquer dimensão. O cordão que os liga, nunca se rompe (e agora eu choro em um café).

Te encontro no próximo arranjo!

Para ver os demais arranjos criados neste dia das mães, siga @sinhaflorjardim no Instagram ou nossa página no facebook.

Ah, acho que você nos inspirou! O que foram estas fotos maravilhosas da Patrícia? @patriciaczaina

Suculentas

Suculentas_sinha flor

 

Compartilhe:

Comentários no Facebook